Os usuários estão despertando para a necessidade de receberem segurança em suas informações.

Isso faz com que as organizações voltadas ao público reforcem seu policiamento nas políticas de privacidade. À medida em que mais empresas terceirizam suas operações e fazem da mobilidade sua premissa para subsistência, Segurança da Informação passa a ser uma necessidade diária.

Veja se você está entre as empresas mais eficazes:

1º – No money, no love: Elas são movidas por resultados, cuidam de todo o sistema para que não tenha falhas, independente do ramo de atuação.

2º – Segurança da Informação é um trabalho de evangelização. Educar para proteger: A credibilidade da Segurança da Informação está diretamente relacionada ao quanto a empresa está “ciente de seus riscos”. Uma avaliação realista dos riscos proporciona investimentos na medida certa, nunca aquém do esperado.

3º – Independência e isonomia são imprescindíveis à Segurança da Informação, especialmente quando há auditorias internas: Elas estão comprometidas com padrões independentes de avaliação e conformidade; em muitas organizações maduras, Segurança da Informação opera independente de qualquer estrutura de TI, reportando direto ao board da companhia.
Aluisio Andrade é diretor de Operações e Serviços na Nap IT

E-mail: