Arquitetura de Infraestrutura: 5 dicas para um projeto de sucesso

Quais passos sua empresa precisa dar para ter escala e garantir que seus negócios não sejam impactados por falhas das tecnologias? Conheça as dicas do especialista Marcelo Veriato Lima, para os projetos de arquitetura de infraestrutura

Já apresentamos aqui, no blog da Nap IT, os principais erros que as empresas cometem ao não investirem em projetos de arquitetura de infraestrutura, pela visão do nosso engenheiro em Data Center, Marcelo Veriato Lima.

Hoje, o especialista apresenta o passo a passo para o desenvolvimento de um projeto de arquitetura de infraestrutura. Sua empresa precisa de uma infraestrutura tecnológica capaz de escalar de forma ordenada e com alta performance?

Então, confira as dicas na voz do especialista!

Como iniciar um projeto de “Arquitetura de Infraestrutura”?

Você quer garantir o sucesso de um projeto de arquitetura de infraestrutura. Acompanhe 5 ações que essenciais para atingir seu objetivo.

1 – Identificando as necessidades e objetivos do negócio

A primeira ação a ser tomada é a realização de um estudo minucioso junto as áreas de negócio, quais são as necessidades e objetivos em relação aos ambientes de tecnologia, tanto na infraestrutura como nas aplicações. Com isso será possível ter uma visão mais clara e completa do que deverá ser entregue ao final do projeto.

2 – Levantamento do ambiente atual

O levantamento do ambiente atual é de suma importância para que os arquitetos e especialistas possam visualizar possíveis pontos de gargalo ou mesmo de falhas. Trará visibilidade de como o ambiente funciona e qual a correlação entre uma aplicação e outra, chegando então a camada mais baixa, os ativos da infraestrutura.

3 – Desenhando a arquitetura lógica

O desenho lógico é a peça fundamental para o sucesso de um projeto de arquitetura de infraestrutura, nele são definidos os fluxos de dados, perímetros, conectividade, relacionamentos e segurança. Através do resultado do Assessment o arquiteto terá condições de desenhar a arquitetura lógica do Data Center e dos locais periféricos a ele. A conclusão desta etapa já mostra como construir a camada de alta disponibilidade para as aplicações.

4 – Definição de tecnologias e protocolos

Note que até aqui não definimos quais protocolos utilizar, esta é uma grande variável pois existem diversas formas de resolver a mesma questão. Muitas vezes influenciada pela opinião dos próprios fabricantes, as empresas acabam optando por soluções totalmente fechadas, neste caso tenha muito cuidado para não ficar dependente de um único vendor, o chamado lock-in.

Dentro desse cenário, uma alternativa é o uso de padrões abertos, ou seja, mesmo sendo uma solução proprietária, escolha por protocolos e tecnologias abertas, isso irá estimular a concorrência entre os fabricantes e seus parceiros, consequentemente um custo menor de investimento sem perder a qualidade.

Agora, falando em softwares open-source, é visível a diferença, o tempo de resposta da comunidade mantenedora de um projeto de código aberto ativo normalmente é mais rápido que muitas soluções proprietárias, salvo poucas exceções.

Questões como qualidade, desempenho e principalmente segurança são prioridade dos desenvolvedores atuantes na comunidade.

5 – Testando, otimizando e documentando a arquitetura

Já com a arquitetura desenhada e implementada, chegou a hora de testá-la fim-a-fim. Provocando falhas em qualquer ponto, a infraestrutura deve estar preparada para continuar operando mesmo em um momento de crise. Otimizações são realizadas neste período para garantir o menor downtime possível. Por fim, a documentação detalhada é gerada e mantida viva pelos responsáveis dos ambientes.

Este ciclo é repetido continuamente para garantir que a infraestrutura é capaz de atender as demandas do negócio.

Vale ressaltar: evite o lock-in, teste mais de uma solução para sua necessidade e invista em planejamento.

Se você perdeu a primeira parte deste artigo, acesse: Arquitetura de Infraestrutura: conheça os erros cometidos pelas empresas e os modelos mais aplicados.

Fique atento ao blog da Nap IT e conte com nossa equipe para tirar suas dúvidas sobre Arquitetura de Infraestrutura.

Marcelo Veriato Lima é Data Center Engineer na Nap IT.

2019-04-18T18:50:59-03:0010/04/2019|Categories: Infraestrutura de Redes|Tags: , , , |
WhatsApp chat