Cisco e Zoom: comunicação unificada para todos os bolsos

Cisco e Zoom ampliam leque de possibilidades da comunicação por vídeo nas empresas e tornam soluções mais acessíveis

É impossível imaginar uma empresa realmente eficiente e que não promova a melhor comunicação possível entre os funcionários, o que atualmente significa disponibilizar melhores ferramentas de reunião em vídeo, chat e telefonia IP corporativas. Não por acaso o mercado global de comunicação unificada, ou UC, na sigla em inglês, deve alcançar US$ 74,2 bilhões nos próximos cinco anos, segundo relatório divulgado recentemente pela Allied Market Research.

Neste mesmo mercado, duas empresas chamam a atenção ao ofertar soluções igualmente eficientes, mas com foco bastante distinto: a tradicional Cisco com soluções robustas e completas, com opções on premises e na nuvem; e a startup Zoom, que privilegia a flexibilidade.

“A Cisco traz hoje uma experiência de usuário excelente, entregando ambientes imersivos de telepresença com estabilidade e robustez, além de um suporte diferenciado. Enquanto a Zoom oferta produtos de videoconferência com interface user friendly, fácil de usar e 100% nuvem”, explica Erik Ramos, engenheiro da Nap IT.

Enquanto o portfólio da Cisco aposta em experiências imersivas de vídeo que incluem hardware, a Zoom mira na praticidade e na oferta de software. Com seu portfólio, a Cisco atende todas as classes de empresas, desde pequenas até multinacionais.

Mas, mais do que o tamanho das empresas, o que diferencia na hora de integrar essas soluções é o objetivo do cliente: ele busca por redução de custos, qualidade, imersão? “É preciso colocar estes e outros itens na pauta antes de escolher”, diz Erik Ramos, lembrando que grandes empresas também têm contratado às ferramentas da Zoom como forma de reduzir custos ou dar mais flexibilidade aos usuários.

Mudanças de paradigma

Se há cerca de 10 anos o custo de uma sala de telepresença era proibitivo para a maioria das companhias brasileiras ao exigir circuitos dedicados, salas preparadas e equipamento caríssimos, hoje é possível ter vídeo sobre conexões de internet convencionais e os equipamentos se tornaram mais acessíveis, bem como a integração.

Cresceram também o número de fabricantes, e a concorrência tem facilitado o acesso a estas soluções – que por sua vez estão cada vez mais atrativas. Um dos grandes apelos do vídeo corporativo hoje é a mobilidade: se todos tem um smartphone no bolso, porque não os usar em prol da colaboração?

A Cisco é pioneira nesse quesito, há muitos anos permitindo integração de ramais IP ao celular. Empresas inovadoras como a Zoom, no entanto, se dedicam a aprimorar a experiência da videoconferência pura, fazendo gigantes como a Cisco atualizarem seus portfólios: o recém-anunciado Webex Teams é um exemplo. Interfaces mais amigáveis e foco em software são os drivers.

A interoperabilidade é outro atributo fundamental às soluções de vídeo. A Zoom oferece suporte a uma grande quantidade de codecs utilizados pela Cisco, sendo possível autenticar uma sala Cisco nas soluções da Zoom – que pode se conectar a outra sala de telepresença não-Zoom. Quem manda é a necessidade do cliente.

Qual das duas tecnologias será a mais adequada para a sua empresa? Entre em contato com a Nap IT e descubra!

E se antes, você quiser saber quais são as cinco questões que precisa considerar antes de adotar tecnologias da videoconferência, acesse nosso e-Book e fique por dentro!

Nap IT ebook Telepresença

2019-04-03T10:28:46-03:0011/02/2019|Categories: Não categorizado, Videoconferência|Tags: , , , , |