A cultura organizacional se forma pela crença de seus fundadores! Leia nesse artigo sobre a cultura da Nap, e veja como ela impacta positivamente a rede dos seus clientes

 A cultura organizacional da Nap IT vem do societário, da fundação da empresa. Tem origem no propósito de seus sócios quando decidiram criar uma empresa e fazer algo diferente. Está ligada à crença de empreender, de criar um negócio com foco em resolver um problema existente!

Ao idealizarmos a Nap IT, percebemos que a dor do cliente se resumia na questão: “por que preciso investir em novos equipamentos para ter uma rede sem quedas e sem falhas? Por que minha rede vive dando problema?”

Nosso objetivo então foi reaproveitar ao máximo a infraestrutura existente para que o cliente tivesse uma rede rápida, otimizada e sem quedas. Com esse reaproveitamento, o custo seria baixíssimo e a experiência do cliente seria a melhor possível!

O propósito

Esse se tornou o propósito da Nap IT: ser reconhecida por otimizar a infraestrutura de rede de nossos clientes e, por consequência, ser a melhor empresa de Tuning de Rede do Brasil. Para chegar a esse status, teríamos que democratizar o Tuning de Rede, entregar agilidade ao cliente e fazer ele perceber o verdadeiro valor ao contratar nossos serviços!

O propósito de ser a melhor empresa de Tuning de Rede do Brasil era tão extraordinário que provocou uma experiência encantadora em todos os clientes, entregando-lhes valores e benefícios por meio de um excelente serviço.

A cultura organizacional

Para atingir o objetivo e fazer com que todos os profissionais da empresa estivessem engajados com o propósito, nós, os empreendedores, colocamos em prática uma cultura organizacional forte! Uma cultura de empresa vencedora!

Por meio de nossas ações demonstramos que somos fortes em delivery e agressivos para atingir os resultados planejados. Quando nos propormos a fazer algo, fazemos rápido e bem feito. Dentro da empresa, erros são cometidos e tolerados, porque delegamos autonomia e responsabilidade para todos.

Agir dessa maneira nos faz correr mais para enfrentar e resolver os problemas com agilidade. Nos faz criar, nos permite falhar e corrigir rapidamente, isso porque temos domínio dos processos e dos números. Estamos sempre de olho nas finanças da empresa.

A meritocracia: crescimento e aprendizado

Como reflexo de uma seleção de candidatos feita a dedo, somos reconhecidos por ter um dos melhores times de rede do Brasil. Encorajamos e desenvolvemos esses profissionais. Reconhecemos quem se destaca e os recompensamos por isso. A meritocracia está presente em todos os níveis da empresa.

Por sermos obcecados por otimização, precisamos nos reinventar para continuarmos crescendo, já que as otimizações que nos trouxeram até aqui, não necessariamente são as mesmas que nos levarão a ser a melhor empresa de redes do Brasil. É essa determinação que nos faz crescer continuamente, ultrapassar barreiras e obter reconhecimentos.

Desafios, ousadia, otimismo e empreendedorismo

Cultivamos bons hábitos e eles são vistos no nosso dia a dia. Somos otimistas, acreditamos nas oportunidades, nos projetos, nos clientes, na equipe que nos rodeia, no país em que vivemos!

Temos o foco no cliente, e queremos que sua infraestrutura de rede não tenha problemas. Por isso, cuidamos da rede do cliente como se fosse a nossa rede.

Gostamos de correr riscos! Experimentamos novas práticas e aprendemos continuamente. Somos ousados e empreendedores, e contratamos quem possui verdadeira conexão com o negócio – e quem vem, acredita que está fazendo a diferença para si e para a vida dos outros.

“Para construir nossa empresa, buscamos tanto crescimento quanto aprendizado. Nós a reconstruímos constantemente. O crescimento contínuo é um dos objetivos para o nosso negócio e, para as pessoas que são parte dele, criamos uma cultura que alimenta o desenvolvimento. Incentivamos nossos colaboradores para que busquem o aprendizado e pratiquem novas habilidades.”

Regis Gabineski é co-fundador da Nap IT – Global Network Solutions, multinacional brasileira especializada em consultoria de redes corporativas, onde atua como CFO – responsável pelas áreas comercial, marketing e finanças.