Foco do programa StartOut é preparar startups brasileiras para sua internacionalização. Nesse ciclo, os treinamentos são direcionados aos negócios a serem realizados em Bogotá-Medellín-Colômbia

O StartOut Brasil é um programa que apoia a inserção de startups brasileiras nos ecossistemas de inovação do mundo. Ele capacita as startups selecionadas para a expansão internacional de seus negócios, oferecendo consultoria em internacionalização, treinamento de pitch e mentorias.

Foi exatamente com esse objetivo que a Nap IT se inscreveu e acaba de ser selecionada entre as 40 startups que vão iniciar o StartOut Brasil, ciclo Bogotá-Medellín-Colômbia.

Inserida nesse ecossistema, a Nap IT estará em conexão com investidores, potenciais clientes e parceiros, além de profissionais de processos administrativos, como advogados e contadores, a fim de facilitar a geração de negócios no exterior.

De acordo com Regis Gabineski, CFO da Nap IT e responsável pela iniciativa de inserir a empresa no StartOut, o programa ajudará nos processos de captação de recursos e na formação de uma equipe global de desenvolvimento. “Com isso, estaremos prontos para levar o produto ao mercado local, com total aderência ao atendimento de empresas de grande porte”, ressalta Gabineski.

Considerando que a Colômbia busca a liderança no segmento de tecnologia na América Latina para os próximos cinco anos, o país tornasse interessante para a Nap IT estruturar uma operação, seja por meio de sócios locais, investidores ou apoiadores.

Pitch para a solução Harpia

O projeto a ser defendido pela Nap IT no StartOut será o da solução Harpia – sua nova plataforma de automatização e administração de infraestrutura de rede.

A colombiana Laura Gil, que é Gerente de Projetos na Nap IT, é a líder no projeto StartOut e responsável por apresentar a Nap IT na língua nativa. Além dela, faz parte deste squad os profissionais Ederson Rodrigues, Engenheiro de Rede Senior CCIE#35318; e Luciana Bonorino, responsável pela área de People & Culture.

Requisitos para entrar no StartOut Brasil

O programa é destinado a startups brasileiras já estabelecidas, que estejam faturando acima dos R$ 500 mil, ou que tenham recebido algum tipo de investimento. A empresa tem que ter equipe 100% dedicada ao negócio e fluência em inglês (fluência no idioma do país de destino é desejável) e que demonstrem capacidade de se expandir internacionalmente sem comprometer suas operações no país. Além disso precisam apresentar modelo de negócio, qualificação da equipe e os objetivos que pretendem alcançar com a expansão internacional.

Etapas do programa StartOut Brasil

40 startups foram selecionadas para participar da primeira etapa do Ciclo Bogotá-Medellín-Colombia, que será dividido em três missões:

Virtual: treinamento de pitch, mentoria coletiva, webinars com players do mercado, mentorias técnicas, apoio de matchmaker para agenda de negócios, sprint de mentoria em internacionalização, apresentação de pitch para feedback de um público qualificado e Demoday para investidores;

Imersão: Dentre as 40 empresas, as 15 mais bem classificadas passarão para a segunda missão, com atividades online e presenciais

Follow-Up: As cinco startups que primeiro se habilitarem, apresentando projeto de retorno ao mercado, receberão apoio do programa com serviço de matchmaking para a realização de mais agendas de negócios na Colômbia.

O programa é uma iniciativa do Sebrae, da incubadora Anprotec, da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex Brasil; do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Economia.