SD-Wan | Redes de longa distância definidas por software: o futuro do networking

Abordagem gerenciada de software sobre as redes de longa distância – WAN – permite conectar filiais e campus por meio de redes convencionais, como banda larga fixa e 4G, sem perder de vista a privacidade e a segurança dos dados

Rede de longa distância definida por software, ou SD-WAN (sigla do inglês para Software-Defined in a Wide Area Network), é uma abordagem tecnológica desenvolvida para facilitar a vida dos gestores na manutenção de redes desse tipo. Transportar dados entre filiais ou campus, até então, possuía alguns problemas como o alto custo, opções engessadas e caras (no caso de uso do MPLS) ou, simplesmente, inseguras para usos corporativos (como em redes convencionais, 3G, 4G etc).

Já falamos aqui no blog sobre como o MPLS pode tornar uma organização dependente de apenas uma operadora e porque se paga caro por isso. Afinal, com a transformação digital impulsionando empresas para as aplicações e infraestruturas na nuvem (ou várias nuvens), a experiência do usuário em redes de longa distância tradicional começa a ficar ruim.

Isso acontece porque as WANs tradicionais começam se mostrar defasadas diante do aumento exponencial do tráfego e da complexidade de gerenciamento e, por consequência, o desempenho de aplicativos e a vulnerabilidade dos dados são afetados.

Quer saber quais as vantagens que o SD-WAN traz e o porquê é uma das tendências da tecnologia? Confira:

Grandes vantagens

A SD-WAN soluciona os problemas do transporte dados entre filiais ou campus em vários aspectos. Primeiro, permite que os custos operacionais sejam reduzidos ao usar links de internet convencional, que são muito mais baratos.

Segundo Alexsandro Reimann, Senior Network Engineer da unidade Global Advanted Services da Nap IT, a qualidade e a disponibilidade antes oferecidas por uma operadora de MPLS podem ser garantidas sem custos adicionais pelas soluções de SD-WAN. “Além do preço, a qualidade do serviço SD-WAN é melhor por contar com cinco ou seis operadoras distintas”, destaca.

A nova abordagem melhora o uso de recursos e permite que administradores de rede usem a largura de banda de maneira mais eficiente. Na prática, isso permite por exemplo o salto no desempenho de aplicativos essenciais ao negócio. Portanto, o roteamento inteligente da WAN definido por software contorna falhas ou degradação de link ao reconhecer dinamicamente o tráfego de cada aplicativo, e priorizar aqueles que não podem parar. Com isso a produtividade dos funcionários também aumenta.

Outra grande vantagem do SD-WAN é a simplificação do gerenciamento, que agora pode ser feita de forma centralizada, em um único console disponível na nuvem. Isso não só aumenta a visibilidade do ambiente garantindo mais controle, mas também automatiza os processos e garante escalabilidade.

“O grande benefício de uma rede SD-WAN gerenciada na nuvem é que conseguimos ter visibilidade de como está sendo realizado o tráfego e o que está lento. De modo inteligente, é possível mitigar e corrigir problemas”, explica Rodrigo Alabarce, CEO da Nap IT.

Assim, o roteamento inteligente ajuda na complexa tarefa de conectar vários tipos de usuários, de dispositivos e de ambientes de nuvem, conforme as políticas de acesso definidas pelas organizações. E graças ao uso de VPN, a segurança e a privacidade dos dados não são sacrificadas, mesmo quando em redes convencionais.

Outro fator é que empresas com presença em outros países são capazes de conectar todas as suas filiais por meio de uma mesma topologia configurada no SD-WAN. Isso quer dizer que sítios conectados pelas mesmas regras não estão mais limitados geograficamente, dispensando a onerosa busca por uma operadora que faça essa conexão de forma segura entre diferentes países.

Mercado global

Segundo um estudo da MarketsandMarkets publicado em março deste ano, o mercado global de SD-WAN deve saltar dos atuais US$ 1 bilhão registrados em 2018 para US$ 4,1 bilhão em 2023, um crescimento anual médio de 32,7% no período. Segundo a consultoria, o crescimento é motivado pelo aumento do tráfego de dados móveis nas corporações, assim como de soluções em nuvem, e pelo esforço das corporações em reduzir custos operacionais.

Grandes players do mercado de tecnologia apostam fichas neste segmento, incluindo Cisco, Meraki e Fortinet, entre muitos outros. O mercado brasileiro não fica de fora, e a Nap IT, fornecedora líder de soluções para ambientes de rede corporativa, trabalha com algumas das principais marcas do mercado.

Quer saber como a Nap IT estruturou uma forte estratégia para atuação no segmento? Então, não perca o próximo post da série!

2019-08-04T11:57:52-03:0026/06/2019|Categories: Não categorizado, Popular|
WhatsApp chat